22 de fev de 2011


Seria amor, se não fosse apenas uma lembrança. Uma lembrança como outra qualquer, sem significado especial. Talvez tenha, mas não faço questão. Quem sabe, tudo realmente não tenha passado de idéias e ilusões que minha cabeça insistia em alimentar.
Hoje, ficaram apenas lembranças daquilo que poderia ter sido, não fosse os 'quases' que deixou pelo caminho. E como se sabe, quase amores não sobrevivem.  

Matei você e estou vivendo.

10 comentários:

  1. Quase amores, não sobrevivem.. simplesmente perfeito!

    ResponderExcluir
  2. Acho que o que realmente importa, aconteceu: continuar vivendo...
    Bjs*

    ResponderExcluir
  3. Esses "quases" sempre me dilaceraram também ;~

    ResponderExcluir
  4. pior que "não" e "sim" é "talvez, quase, quem sabe"... bom mesmo é seguir em frente, se não o atraso é grande.... bj

    http://leonardoangelos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Minha linda, tem um meme pra vc lá no meu blog. espero que goste.

    ResponderExcluir
  6. Quando trata-se de morte, se fala em dor..
    que você esteje bem e se não estiver que melhore.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. E eu sei bem como é isso, o bom é que até mesmo as lembranças desse quase amor passam, mesmo que demore.

    Te beijo. Te saro.

    ResponderExcluir
  8. "Matei você e estou vivendo"
    A melhor frase que eu podia ter lido hoje!
    Beijos meus

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Tem um selinho pra ti no meu blog!
    Passa lá
    Beijos meus

    ResponderExcluir
  10. Olá Déborah! Tudo bem com você?! Que alegria sua visita, fiquei muito feliz com seu carinhoso comentário! ^^! Adorei seu espaço! Tenha um fim de semana abençoado, que o Senhor ilumine seus caminhos! Grande beijo...

    Bruh! (:

    ResponderExcluir

À você, um sorriso capaz de derreter o mais frio dos corações.