4 de abr de 2011



Enxergo bem no escuro. Estou em voo constante, batendo as asas que ganhei pelo caminho. Sou forte, mas devo confessar rastros de fragilidade. Me perdendo e me encontrando perfeitamente comigo mesmo o tempo todo. Tempo. Cadê o meu?
- Perecível demais -
Essa mistura de cores, entonações, pessoas. Furacão de diferenças. Eu quero um mergulho no mais fundo de mim, só pra descobrir que estou cada dia mais satisfeito com aquilo que me tornei. Tempestade constante do lado de dentro, pegando atalhos, desfazendo pegadas.
Os papéis estão apodrecendo, as palavras estão perdendo o sentido, o ar está sufocando, os gritos se suprimindo. Meu semblante triste é quase disfarce. Lembro uma rodoviária ... só que vazia.
Céu nublado. Léu. Deus dará. Solidão. Migalhas.
Criei uma armadura. Aprendi com a vida. Mas estou morrendo ....
[Por dentro.] 
Pareço perdido, mas ao menos lembro meu nome: é caos.
Caos. Confusão. Despedida.
Sobrenome: Fim.

8 comentários:

  1. Realmente viver com lógica o tempo todo é um desafio...

    =**

    ResponderExcluir
  2. Deh fiz um meme e te indiquei pra responder,as perguntas estão no meu blog.quando responder me manda pra eu comentar.beijooo
    http://alquimiadoce.blogspot.com/2011/04/meme.html

    ResponderExcluir
  3. Leio muita coisa por ai afora e poucas, quase nenhuma, descreveram sensações tão certas.

    ResponderExcluir
  4. O fim pode ser o começo, um recomeço, um voo alto ou rasante... Às vezes, o fim tbém é necessário, mas só sacamos isso, muito depois!
    Bj*

    ResponderExcluir
  5. É sempre uma luta, tentar não morrer por dentro. Esse sobrenome tem sabor de fel. :*

    ResponderExcluir
  6. Meus Deus, até quando tristes e sofridos seus textos são maravilhosos.

    Espero e torço para que este texto seja fictício.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. "Não consigo viver e ainda ter que fazer sentido" Foi isso, ou mais ou menos isso que escreveu não é?
    E me chamou a atenção. Por que que tudo nesse mundo hoje precisa de uma explicação lógica?
    Ah... pra mim é muito complicado. Ou eu vivo ou vivo me explicando. E eu prefiro, simplesmente viver... as explicações não me parecem necessárias.

    ResponderExcluir

À você, um sorriso capaz de derreter o mais frio dos corações.