7 de jan de 2013

ESPELHO.


Retrato de realidade
Refletindo a transparência
De ser em pedaços do lado de fora
Em suma, o saldo da essência.

Superfície com forma variável
Compondo o segundo estável
Em medida e formato
Do objeto inflexivelmente lapidado.

O não saber se são dois ou um dividido
Reduz a alma ao descarte
Do cuspe do corpo que externa
O fragmento do elo perdido.

Mistura de evidências do rosto
Composto de todo o exposto
Quando o lado de dentro escoa [...]

Espelho é a gente, refletido em primeira pessoa.

8 comentários:

  1. "Espelho é a gente, refletido em primeira pessoa."
    perfeito! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. "Superfície com forma variável"
    Bem isso!

    ResponderExcluir
  3. Você me deixou sem palavras, poema incrível!

    ResponderExcluir
  4. Um livro de poema, o que tu acha? Quando estiver nas livrarias, me avisa que eu quero comprar... Beijos

    ResponderExcluir
  5. seu poema é gostoso de ler. queria estar sendo refletida em um espelho, de almas. Imagina se existisse um?

    ResponderExcluir
  6. Ainda me pergunto quem é aquela que me olha, que me conta, que me retém.

    respostas nunca serão concluídas.

    ♪e o meu medo maior é o espelho se quebrar♪

    Beijo na alma,
    Sam.

    ResponderExcluir
  7. Quanta beleza dentro deste espelho. Poema encantador.

    Beijo

    O mundo sob o meu olhar

    ResponderExcluir
  8. Que descrição astuciosa , linda descrição!
    Emociona meus olhos as tuas palavras (...)

    ResponderExcluir

À você, um sorriso capaz de derreter o mais frio dos corações.