7 de jan de 2014







Pássaro azul
De voo disperso
Em minhas mãos
Tu (re)pousas verso.





Para Dan,
Deste lugar à 2 graus abaixo da linha do Equador.

3 comentários:

  1. Débs o coração se impressiona com quão grande é a tua capacidade de encostar na delicadeza. Só consigo pensar que a poesia é simples e isso te faz maior.
    Beijo pra ti menina que também é passarinha.

    Léo.

    ResponderExcluir
  2. Sem palavras, de tão feliz que estou com a linda poesia. Déborah, tu me fez voar mais alto agora. Um voo livre, para um lugar bonito. Um lugar onde causa emoção. Lugar, que os passarinhos dançam. Posso até sentir o vento tocando meu rosto, me fazendo sorrir. Obrigado por tudo, Déborah! ; ) Beijo no teu bonito coração.

    Dan.

    ResponderExcluir
  3. Que doçura de palvras, quero devora-las.

    ResponderExcluir

À você, um sorriso capaz de derreter o mais frio dos corações.